Sábado, 3 de Junho de 2006

A ESTUPIDEZ DEVIA PAGAR IMPOSTO

 

                                                      

Hoje os agricultores vieram até Lisboa (não quiseram chamar-lhe manifestação contra o Ministro da Agricultura, mas nós sabemos que foi) com os seus produtos e os seus animais para revelarem aos citadinos o que é o mundo rural e como é a vida dos agricultores. Uma senhora, no meio da parada que para ela não devia passar de mero folclore, perguntou a um deles como se distinguia o boi da vaca. Ou era completamente estúpida ou queria fazer-se mais estupidamente citadina do que efectivamente era. O homem (imagino o que não lhe terá apetecido chamar à tal dama) limitou-se a responder com ar bonacheirão: "Distingue-se pelo sexo, minha senhora " e explicou ao repórter: Tá a ver como é bom que a gente do campo venha à cidade para ensinar esta gente que nunca viu um animal ao natural". É demais! Já me começa a faltar a saúde para estas coisas. Será que a criatura, mesmo que só tenha visto as nalgas da vaca grelhadas no prato e mesmo que nunca se tivesse metido debaixo do animal, nunca avistou, pelo menos, as tetas de uma vaca? Engº Sousa Veloso volta para a televisão com a tua TV Rural! Este país, além de senil, está completamente estupidificado. Este episódio fez-me lembrar a história de uma rapariga que foi viver para a cidade e que passados alguns meses voltou à terra natal já toda "afinada" e cheia de "salamaleques". Avistou um ancinho que o pai tinha no pátio da casa e perguntou: "O que é aquilo, pai?". O pai, irritado com tanta prosápia, deu um pontapé no cabo do ancinho que foi bater na testa da rapariga e então ela gritou: "Ai a porra do ancinho que me ia partindo os cornos!". Responde-lhe o pai: "Ainda bem, assim já não te voltas a esquecer do nome dele".

publicado por mmfmatos às 16:08
link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De padeiradealjubarrota a 3 de Junho de 2006 às 20:12
Isso não é ignorância...é estupidez crassa, idiotice tal como as crassas perguntas de alguns jornalistas no meio de uma tragédia: -Então como é que se está a sentir?...
De Carlos Afonso a 4 de Junho de 2006 às 23:19
Olá MSantos!! Venho agradecer a visita ao meu espaço!! Efectivamente este artigo é bem elucidativo das "manias" dos Portugueses...enfim, somos um Povo de fachadas, isto só retrata o ke vai lá dentro e para o exterior tentamos passar uma imagem de Povo culto e progressista! Nós realmente temos gente inteligente no nosso País, Felizmente...mas essa esperteza saloia ke aki descreves podemos bem sem ela...Cumprimentos cordiais...Carlos.
De Carlos Afonso a 4 de Junho de 2006 às 23:20
Olá MSantos!! Venho agradecer a visita ao meu espaço!! Efectivamente este artigo é bem elucidativo das "manias" dos Portugueses...enfim, somos um Povo de fachadas, isto só retrata o ke vai lá dentro e para o exterior tentamos passar uma imagem de Povo culto e progressista! Nós realmente temos gente inteligente no nosso País, Felizmente...mas essa esperteza saloia ke aki descreves podemos bem sem ela...Cumprimentos cordiais...Carlos.
De Carlos Afonso a 4 de Junho de 2006 às 23:25
Uma de "Burro" também dei eu!! Peço desculpa por ter escrito MSantos em vez de MMatos!!...Carlos.
De José S. a 5 de Junho de 2006 às 11:36
Eh eh eh, essa do ancinho era contada como se fosse da minha terra. Mas não me admirava nada que a ignorância chegasse a esse ponto, porque há muita gente que sai à rua a olhar para a biqueira dos sapatos e nunca reparou em mais nada. Mesmo sendo a população de Lisboa originária da província há sempre que goste de armar, ainda que pela negativa, em lisboeta por achar que ser da cidade, ainda que estúpida, tem mais "charme".
Boa semana.
De js a 6 de Junho de 2006 às 14:37
...não sei em que medida é que a senhora era estupida ou se fez passar por tal ... mas há uns bons anos atrás a minha professora de francês confessou perante a aula que só com 20 ou mais anos é que descobriu que os morangos não nasciam em arvores como as peras e as maçãs... portanto não admira que haja muito citadino a pensar que os frangos se façam em fábricas como os coelhos da pascoa...
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt e...
De touaqui a 6 de Junho de 2006 às 17:46
óh óh óh óh essa é mesmo para rir , morangos nascidos em arvores , que trepam sabia eu , que eram bons e doçudos melhor ainda , mas que a professora precisava era de lição de trepa lá isso merecia , a diferença do boi para a vaca é no trazeiro , as vacas teem tetas grandes e o touro tetas pequenas , dá para perceber éh ????.
De lique a 7 de Junho de 2006 às 16:06
Não digas que não tem a sua piada! Olha que eu tive uma colega que nunca tinha visto um porco, na vida! A sério...
Beijinhos
De lique a 7 de Junho de 2006 às 16:06
Não digas que não tem a sua piada! Olha que eu tive uma colega que nunca tinha visto um porco, na vida! A sério...
Beijinhos
De lique a 7 de Junho de 2006 às 16:06
Não digas que não tem a sua piada! Olha que eu tive uma colega que nunca tinha visto um porco, na vida! A sério...
Beijinhos
De Rui Jam a 12 de Junho de 2006 às 18:37
Cá no Porto também andaram umas vacas pelos shopings... (e ainda andam...) mas, parece que a maior parte já foi para Lisboa :).

Comentar post

.Leva-me contigo


.posts recentes

. GUERRA AO PIERCING

. ELES COMEM TUDO E NÃO DEI...

. SEM ELES A SALADA NÃO TEM...

. DÁ CÁ UMA SONEIRA

. À LEÃO

. O ENCOBERTO - PARTE II

. O ENCOBERTO

. UMA BOA PÁSCOA PARA TODA ...

. CARNAVALADAS HÁ MUITAS

. SOMOS TODOS IBÉRICOS

.arquivos

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.CURIOSIDADES