De a partir de hoje só Zé a 24 de Novembro de 2006 às 21:40
Pela vida fora vamos conhecendo pessoas que nos marcam mas aos quais acabamos por perder o rasto.
Tive uma professora que me deu aulas na segunda classe e depois se foi embora, voltando, novamente, para nos dar a quarta classe.
Era muito nova (cerca de 22 anos) quando apareceu lá na terra mas era uma mulher de fibra e com ela ou aprendíamos ou ficávamos sem orelhas. Os puxões das ditas e os tabefes punham toda a gente em sentido.
Para o fim do ano lectivo, como ela tinha alunos para o exame de admissão, obrigava-nos (aos filhos dos "tesos" que iam ficar por ali) a ficar mais uma ou duas horas com eles. No fim do ano só um aluno não foi a exame e foi o único que chumbou.
Tinha-lhe perdido o rasto, quando ela veio para Lisboa, e depois de eu próprio ter vindo para a capital, voltei a encontrá-la uma ou duas vezes, por volta dos meus treze anos. Um dia, tinha eu trinta e sete anos, estava em Armação de Pêra, estendido na praia com a família quando ouvi atrás de mim a voz inconfundível da D. Maria Manuela Assunção do Rosário Marques, natural de Mouriscas, perto de Abrantes e que costumava responder ao nosso "atão" em vez de então, com um: - Atão era de Abrantes e vendia sabão! Chamava pelo nome que só ela e mais tarde a minha sogra, me chamava (o primeiro e o segundo nome próprio com o qual embirro desde puto). Reconheci, de imediato, a voz daquela "menina" que eu conheci ainda solteira. Estava na casa dos cinquenta, tinha duas filhas formadas e continuava a dar aulas em Lisboa mas durante vinte e cinco anos nunca nos voltamos a encontrar.
Voltei a vê-la duas ou três vezes, a passear pela praia com o marido "velhote" que eu conheci um jovem engenheiro agrónomo, que ia buscá-la à escola quando ainda namoravam. Voltei a perder-lhe o rasto (e já lá vão mais dezassete anos) mas sempre que se fala nos problemas do ensino na actualidade, lembro-me sempre da importância que aquela professora teve na minha vida.
Porra, que já escrevi quase tanto como tu eheheh.
Beijinho e bom fim de semana.
De aminhoca a 27 de Novembro de 2006 às 01:17
Eureka e Arquimedes !!!!!! :-) Olha que até formam um "casal de nomes" muita giro. Se um dia vier a ter um casal de qualquer coisa (hoin hoin hoin) ficas a madrinha, à conta da história!!!!!
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.