Quarta-feira, 29 de Março de 2006

OUTRA IDEIA LUMINOSA

 

Um cientista resolveu fazer uma experiência sobre os reflexos das rãs. Pegou numa rã, cortou-lhe uma perna e gritou: "Salta". A rã saltou. Cortou-lhe outra perna e gritou: "Salta". A rã saltou. Cortou-lhe outra perna e gritou: "Salta". A rã saltou. Cortou-lhe a última perna e gritou: "Salta". A rã não saltou. O cientista elaborou o seu relatório com a seguinte conclusão:     " As rã ficou surda quando perdeu a última perna ".

publicado por mmfmatos às 22:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

IDEIAS LUMINOSAS

 

 Um professor resolveu fazer uma experiência para alertar os seus alunos para aquilo que era prejudicial à saúde. Colocou uma lombriga num frasco com álcool, outra num frasco com fumo de tabaco, outra num frasco com esperma e outra num frasco com terra. No dia seguinte, à excepção da lombriga colocada no frasco com terra, todas as outras estavam mortas. Então o professor, ciente de ter conseguido transmitir a mensagem que pretendia, convidou os alunos a tirar do facto as respectivas  conclusões. Do fundo da sala, o Carlinhos, todo lépido, levanta o dedo e responde: " É fácil. A experiência prova que devemos beber, fumar e foder para não termos lombrigas ".

publicado por mmfmatos às 21:25
link do post | comentar | favorito

COMUNICADO

Quem quiser continuar a acompanhar as aventuras e desventuras da saga "GENTE COMO TU E EU" já pode visitar o TELESCÓPIO porque, depois de muita luta, este já conseguiu migrar com sucesso para a nova plataforma dos Blogs Sapo.
publicado por mmfmatos às 00:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 26 de Março de 2006

ATRIBULAÇÕES DE UM GATO CHAMADO HUMPHREY

Chamava-se Humphrey e já farto de ser um gato vadio, resolveu mudar de vida. Abandonou os telhados de Londres e as gatas de rua para se infiltrar sub-repticiamente numa casa acolhedora e confortável onde pudesse passar o resto dos seus dias sem privações nem sobressaltos. No entanto, não escolheu uma casa qualquer, deu-se ao luxo de escolher a residência oficial do primeiro-ministro britânico. O dito Humphrey entrou no nº.10 de Downing Street e por lá ficou durante os governos de Margaret Thatcher e de John Major, mimado por todos, comendo e bebendo do melhor. Á portuguesa seria um verdadeiro boy, mas sem job, à inglesa poderemos dizer que tinha uma vida de Lord. Com a vitória do Partido Trabalhista e a entrada da família Blair para o nº.10 de Downing Street, o gato levou sumiço. A oposição conservadora levantou-se em peso e no meio de acalorados debates parlamentares, Tony Blair foi acusado de ter mandado abatar o bichano que entretanto se tinha convertido na mascote do Reino Unido. A razão para o gaticídio, segundo as más-línguas da oposição, seria o facto da Sra. Blair não gostar do animal. Um deputado conservador de nome Alan Clark chegou mesmo a declarar que caso o desaparecido Humphrey não fizesse uma aparição pública se manteria a suspeita do abate. O governo trabalhista, para apaziguar os ânimos até forneceu à imprensa fotografias do gato para provar que ele se encontrava vivo e o gabinete de Tony Blair chegou a emitir uma nota informando que Humphrey tinha sido enviado para casa de um funcionário para ser tratado porque se encontrava doente e que Cherie Blair até estava muito pesarosa por se ter separado do felino. Mas como sempre acontece, o povo não acredita nos políticos e para acalmar a revolta da Associação de Defesa dos Gatos, a Sra.Blair viu-se obrigada a aparecer em fotos segurando nos braços, carinhosa e maternalmente, o pomo da discórdia, ou seja, o gato Humphrey. Agora, o porta-voz de Downing Street anunciou a morte do gato. Depois de tantos conflitos e de quase ter provocado uma crise política, Humphrey acabou mesmo por se finar, presumo eu que de morte natural pois o bichano também já estava avançado na idade.

Parece anedota, mas é verdade. A notícia saíu no Público de 21 de Março. Perante isto, nunca mais se atrevam a criticar os nossos deputados pelo facto de dormirem nas sessões da Assembleia da República porque é preferível eles estarem a dormir do que a discutirem o paradeiro de um qualquer gato chamado Ambrósio ou Anacleto que se tenha introduzido clandestinamente no Palácio de S. Bento.

 

publicado por mmfmatos às 12:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 19 de Março de 2006

DIA DO PAI - QUE PENA O MEU VELHO NÃO ESTAR AQUI

 

Hoje é o Dia do Pai e, pela primeira vez, não te posso oferecer mais nada senão flores que não poderás ver e palavras que não poderás ouvir. Sempre fui contra os dias estipulados para ofertas especiais pois todos os dias são bons para brindar aqueles que amamos, mas agora que já não estás entre nós, daria tudo para poder festejar o Dia do Pai e poder ver-te a desembrulhar uma prenda minha, mesmo não acreditando nos tais dias para ofertas especiais.

Quando estávamos juntos, falávamos muito e nem sempre estávamos de acordo. Era natural que assim fosse porque, entre gerações diferentes, há sempre ideias que divergem e quando eu dizia:"Pai, os tempos mudaram, isso já não se usa, antigamente é que era assim" levava sempre com a mesma resposta:"Pois é, o velho já não sabe nada, está a queimar os últimos cartuxos!". Às vezes, eu acabava por condescender, mesmo a contragosto, mas pensava:"Lá terá de ser, o melhor é deixá-lo fazer o que ele quer, para sossego dele e meu, o melhor é não o contrariar". Outras vezes, chegava à conclusão de que a razão não estava do meu lado e dava comigo a pensar:"O velho sempre tinha razão, devia ter-lhe dado ouvidos. Apesar da idade, ainda tem boas ideias". Nem sempre eu dava o braço a torcer, mas às vezes proporcionava-te essa alegria e tenho gravado na mente o brilhozinho matreiro do teu olhar azul enquanto respondias:"Pois claro, bem dizia eu, mas como o velho nunca sabe nada!".

Agora já não conversamos, já não discordamos, deixou de ter importância de que lado é que estava a razão. A única coisa que importa é preencher o vazio e a saudade que ficou desses dias que passávamos juntos e eu sei que muitas vezes, quando as dúvidas me assaltarem, ainda hei-de pensar:"Que pena o meu velho já não estar aqui para me dar uma opinião".

publicado por mmfmatos às 15:12
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Sábado, 18 de Março de 2006

Por esta é que eu não esperava

 

Afinal depois do trabalhão que tivemos a criar os nossos blogs, o Sapo altera-nos o esquema todo e a malta que se aguente. Será que estes senhores pensam que nós não temos mais nada que fazer? Estou tão indignada que só me apetece gritar: "O Sapo para o charco JÁ!!!

sinto-me:
publicado por mmfmatos às 18:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.Leva-me contigo


.posts recentes

. GUERRA AO PIERCING

. ELES COMEM TUDO E NÃO DEI...

. SEM ELES A SALADA NÃO TEM...

. DÁ CÁ UMA SONEIRA

. À LEÃO

. O ENCOBERTO - PARTE II

. O ENCOBERTO

. UMA BOA PÁSCOA PARA TODA ...

. CARNAVALADAS HÁ MUITAS

. SOMOS TODOS IBÉRICOS

.arquivos

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.CURIOSIDADES